Do it!…For the love of pink

Leve, com boa acidez, baixa graduação, tem que ter aroma sugerindo fruta e a minha cor favorita é o Salmão, no entanto não devemos ter tabus neste campo… é assim o vinho rosé, quando é realmente bom, não cansa, e para mim cumpre com sublime elegância o lugar de um branco leve, mas ainda com mais charme.

Em Portugal temos excelentes exemplares, mas muitas vezes, pecam pela graduação alcoólica que apresentam. Se olharem lá para fora (estrangeiro), Sancerre é uma das regiões de onde vêm os meus roses favoritos.

Agora, agarrem numa nota de 10 euros e iniciem em grande a vossa grande aventura do vinho rosé!

José Maria da Fonseca Colecção Privada DSF- Moscatel Roxo – Rosé

Fino e exuberante, está pronto para conquistar até o convidado mais céptico. Sim, preparem-se para ouvir o famoso comentário: “Para mim rosé não é vinho!” Ok,…mas seja lá o que for, isto é óptimo, provem!

 

Ainda sem comentários

Deixar uma resposta