WEB para que te quero?

Como já notaram, sou muito protector quanto a quem produz vinho em Portugal. Reconheço as dificuldades e injustiças por que passam e por isso defendo que só com tremenda paixão, estes heróis conseguem atingir níveis que só poucos no mundo conseguem e esses com todos os apoios possíveis e imaginários.

No entanto, como em tudo na vida, se não formos críticos mesmo daquilo que gostamos, acabamos por regredir. Todo este palavreado para poder agora criticar de uma maneira geral a estratégia de comunicação dos produtores, no que aos seus sites oficiais na web diz respeito:

Os sites oficiais dos nossos produtores nacionais são na generalidade apenas uma apresentação da empresa e seus produtos disponibilizando contactos oficiais. Ora isto no mundo em que vivemos hoje é manifestamente insuficiente.

Como consumidor preciso de saber como, aonde, com quem, quais as dificuldades, quais as alegrias e tristezas que sentem enólogos, marcas e casas que fielmente acompanho ano após ano.

Por esta altura já terei os meus queridos pequenos produtores a pensarem que tudo isto além de ter custos insuportáveis, representa um grande investimento de tempo só ao alcance das grandes empresas. Enganam-se! Ser pequeno no mundo da comunicação é uma vantagem! Twiter, Facebok, Instagram, Blogs e se quisermos ser mais sérios até um estagiário do IFP (Instituto de Formação Profissional) a custo zero podemos ir buscar para ajudar nisto e em tudo o resto.

Vinhos são emoções, que variam todos os anos, todos os meses, todos os dias! Comuniquem-nas e façam dos consumidores vossos parceiros nas alegrias e nas tristezas. Verão que na hora da compra não serão esquecidos em troca de uma qualquer promoção!

Ainda sem comentários

Deixar uma resposta